Crise de Ansiedade – Uma forma simples de cortar este mal instantaneamente

crise de ansiedade

Todo mundo fica nervoso ou ansioso de vez em quando, ao falar em público, por exemplo, ou quando passa por dificuldades financeiras. Para algumas pessoas, no entanto, a crise de ansiedade torna-se tão frequente, ou tão forte, que começa a tomar conta de suas vidas.

Uma crise de ansiedade vem em muitas formas diferentes, tais como ataques de pânico, fobias, ansiedade social. Entendo que é extremamente difícil lidar com esta situação, principalmente quando a ansiedade cruza a linha da normalidade e se transforma em um transtorno. A ansiedade passa a ser tão ruim que ela acaba interferindo na vida diária sendo acompanhada por sintomas, como fadiga. Não é fácil e só quem passa por isso sabe o que é.

Se sentir algum dos seguintes sintomas regularmente, você precisa falar com o seu médico:

Preocupação excessiva

A principal característica do transtorno de ansiedade generalizada é preocupar-se muito com as questões cotidianas, grandes e pequenas. Mas o que constitui “muito”? Significa ter pensamentos ansiosos persistentes na maioria dos dias da semana, durante seis meses. A distinção entre um transtorno de ansiedade e apenas uma ansiedade normal é se suas emoções estão causando muito sofrimento e disfunção.

Problemas do sono

A dificuldade em adormecer ou manter o sono estão associadas a uma vasta gama de condições de saúde, tanto físicos como psicológicos. E, claro, é bem comum uma péssima noite de sono antes de um grande discurso ou uma entrevista de emprego. Mas se a insônia ocorrer frequentemente, sem um motivo aparente, pode ser sinal de um transtorno de ansiedade.

Medos irracionais

Quando o medo torna-se perturbador e desproporcional ao risco real envolvido, é um sinal revelador de fobia, um tipo de transtorno de ansiedade. Apesar de fobias serem incapacitantes, eles não são tão óbvios em todos os momentos. Na verdade, eles não vêm à tona até que você enfrente uma situação específica e descubra que é incapaz de superar o seu medo.

Indigestão crônica

A ansiedade começa na mente do indivíduo, mas comumente é manifestada no corpo apresentando sintomas físicos, como sintomas digestivos crônicos. Dores de estômago, cólicas, inchaço, gases, prisão de ventre, diarreia, basicamente são sintomas de ansiedade. O intestino é muito sensível ao estresse psicológico e o desconforto físico e social dos problemas digestivos crônicos pode fazer uma pessoa se sentir mais ansiosa.

Medo de se relacionar

Algumas pessoas podem não ficar a vontade ao abordar um grupo ou ao ser o centro das atenções. Mas se o medo é tão forte que nenhum treinamento ou prática consegue aliviá-lo, ou se você gastar muito tempo pensando e se preocupando com isso, você pode ter uma forma de transtorno de ansiedade social (também conhecido como fobia social). Pessoas com ansiedade social tendem a se preocupar por dias ou semanas que antecedem a um determinado evento ou situação. E mesmo depois de passar a situação, eles tendem a ficar profundamente desconfortáveis por um longo tempo, perguntando-se como eles foram julgados.

Pânico

Os ataques de pânico podem ser aterrorizantes: sentimentos de medo e desamparo que podem durar vários minutos, acompanhado por sintomas físicos como problemas respiratórios, batidas rápidas do coração, mãos dormentes, sudorese, fraqueza ou tonturas, dor no peito, dor de estômago, sensação de calor ou frio. Nem todo mundo que tem um ataque de pânico tem um transtorno de ansiedade, mas as pessoas que os experimentam repetidamente podem ser diagnosticados com transtorno do pânico.

Como me curei da crise de ansiedade

Sempre que me via em situações estressantes como provas, apresentações, algum compromisso importante, a ansiedade vinha, porém conseguia me controlar facilmente.

Com o tempo percebi que a minha ansiedade aumentava, comecei a ter problemas de insônia, não conseguia relaxar, tinha sensações de frio na barriga constantes e diarreias nervosas.

Um dia ao chegar em casa do trabalho, fiz meus afazeres, jantei, tomei um banho e ao me preparar para dormir, um medo irracional de que algo ruim iria acontecer tomou conta de mim.

Fui diagnosticada com a síndrome do pânico decorrente do transtorno de ansiedade generalizada. Comecei o tratamento com remédios, inicialmente com tarja preta para tomar nas crises e com sertralina para uso constante. Melhorei muito é claro.

Continuei o tratamento por um ano, voltei ao médico e o mesmo recomendou a retirada dos medicamentos. Mas tempos depois os ataques voltaram e lá fui eu novamente tomar os remédios. E mesmo com o tratamento tinha algumas crises de ansiedade e pânico, só que vinha mais leve.

Não queria ficar indefinidamente tomando estes remédios, mesmo porque me causavam muitos efeitos colaterais e isto me incomodava demais.

Foi quando eu ouvi falar do reiki, pesquisei muito sobre esta terapia e resolvi fazer um curso de reiki.

É um curso de reiki voltado não só para formação de profissionais como também para aqueles que querem melhorar o bem estar e a qualidade de vida.

O que eu posso dizer é que foi transformador! Nem preciso dizer que hoje não tomo mais remédios e não tenho mais crise de ansiedade e pânico. E ainda obtive outros benefícios em outras áreas da minha vida que eu nem sequer esperava.

Qualquer pessoa pode se livrar da ansiedade e de todos os problemas causados por ela. A ansiedade causa muitos sofrimentos e transtornos para muitas pessoas, e muitas delas não acreditam que é possível ter resultados tão impressionantes como os resultados gerados pelo curso de reiki que fiz.

Não importa o caminho que resolva tomar: tratamento tradicional com remédios (que é muito eficaz), terapias alternativas como o reiki ou outros métodos, não deixe que a ansiedade se transforme em algo maior, faça algo a respeito, encontre a sua cura!

Deixe seu comentário. Até mais